Vídeos ao vivo no combate a evasão de cursos on-line

Em tempos de crise, manter um negócio em franca expansão é uma façanha para poucos mercados no Brasil. Um fator determinante para que empresas continuem a crescer, mesmo em tempo de vacas magras, é o projeto de treinamento e capacitação de colaboradores.

Buscando aumentar a eficiência para ter resultados cada vez melhores, empresas “pensantes” investem em treinamento. Segundo estudo realizado pelaAssociação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), o investimento em T&D cresceu aproximadamente 30% entre 2015 e 2017. O volume de treinamentos no Brasil tem aumentado consideravelmente, passando de 16 horas para 22 horas em média.

Agende seu primeiro treinamento. Experimente a Eventials gratuitamente!

O cenário é positivo mas, nem tudo é um “mar de rosas”, certo?! A evasão, ou seja, o abandono do curso durante seu desenvolvimento, é o maior desafio enfrentado por instituições de ensino e empresas que usam o sistema EAD para capacitar colaboradores. Segundo o Censo EAD, divulgado pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), os 3 principais motivos são:

  • Falta de tempo para estudar e participar;
  • Acúmulo de atividades no trabalho;
  • Não adaptação à metodologia.

Então, como combater a evasão e reter mais colaboradores nos cursos e treinamentos?

Um estratégia que tem sido amplamente utilizada é o uso de “live streaming”. Vídeos são um formato familiar para todos nós, pois por serem “ao vivo” tornam-se uma poderosa ferramenta para engajar colaboradores, proporcionando:

  • sensação de pertencimento ao grupo;
  • compromisso social;
  • organização e disciplina nos estudos.

Objetividade e participação são o segredo para o sucesso. A interação em tempo real quebra o paradigma de que a aprendizagem online é isolada, criando a sensação de pertencimento ao grupo. O colaborador se sente seguro ao tirar dúvidas instantaneamente.

Além disso, contribui para a assiduidade, fator importante para equipes dispersas geograficamente. Transmissões ao vivo criam uma pressão social que incentiva a participação. Afinal, ninguém quer ser o único a não participar de um alinhamento geral da estratégia ou do lançamento de um novo produto.

Portanto, se você quer que a sua empresa cresça mesmo durante a crise, você precisa treinar seus colaboradores com live videos.

Como gamificação e webinars podem ajudar no processo de aprendizagem?

Por que você deve investir em vídeos online?

Ao mesmo tempo que se torna cada vez mais difícil engajar audiências como os Millenials e Geração Z, o consumo de vídeo continua a crescer. Em 2017, 74% do tráfego na web será vídeo e 55% das pessoas conectadas, assistem vídeos todos os dias tais como aulas online, filmes, seriados e palestras, em cafés, no ônibus ou durante o horário de almoço, por exemplo.

Segundo uma pesquisa realizada pela ComScore, no decorrer de 7 dias um brasileiro assiste a 15 horas de conteúdo em vídeo, sendo que 40% desse tempo é destinado ao streaming. Comparando os vídeos online à programação da TV aberta, a pesquisa aponta que 73% dos telespectadores preferem as atrações tradicionais, enquanto 82% já estão adaptados a esse novo formato de conteúdo. Continue lendo

Como o live streaming pode ajudar na geração de renda de eventos esportivos?

O maior clássico do futebol paranaense teve, pela primeira vez, uma partida da série A do campeonato estadual transmitida pela internet ao vivo e gratuitamente no dia 1º de março. Segundo dados do site Virando o Jogo, mais de 150 mil pessoas assistiram (simultaneamente) o Atlétiba, nome dado ao clássico entre o Atlético Paranaense e o Coritiba.

Sem um acordo para venda dos direitos de imagem do jogo para a RPC, afiliada da Rede Globo no Paraná, os clubes rebelaram-se e resolveram oferecer a transmissão por meio de suas redes sociais. A atitude teve muita repercussão. Milhares de fãs comemoraram a decisão e viram na ação uma postura que deveria ser adotada por todos os clubes.

Seria, então, o live streaming o futuro dos eventos esportivos que não despertam o interesse econômico das emissoras de TV?

Continue lendo

Como as agências de comunicação podem surfar na onda do live streaming?

Você já parou para pensar na quantidade de transmissões ao vivo que assistimos diariamente? Consumir vídeos online já se tornou algo indissolúvel da nossa rotina, mas a possibilidade de realizar transmissões ao vivo tem mudado rapidamente a forma como participamos de eventos, consumimos conteúdo e nos relacionamos com colaboradores, clientes e fornecedores. Se antes a adesão e abrangência ficava por conta das transmissões de shows e eventos esportivos, agora não faltam oportunidades para o relacionamento com o mercado e educação corporativa.

Fazer transmissões ao vivo não é algo novo. O live streaming, caso queira usar um termo global, já está entre nós há um bom tempo. O que mudou é a forma de fazer e consumir. A popularização chegou com aplicativos de uso pessoal, como Facebook, Youtube e Periscope e também com plataformas de uso corporativo como EventialsLivestream e Kaltura.

Continue lendo