Marketing

Por que webinars são importantes dentro de uma estratégia de inbound marketing?

Ao chegar em casa e acessar suas redes sociais, percebe que foi marcado em uma publicação sobre um webinar que ocorreria naquela noite. A palestra, gratuita, com duração de 1 hora, ministrada por aquele profissional que tanto admira, tem tudo a ver com sua área de atuação e é óbvio que você se inscreve.

Conteúdo de qualidade, sem precisar sair de casa. Em poucos cliques é possível aprender mais sobre sua profissão, se atualizar, tirar dúvidas e conhecer outras pessoas. Facilidade, praticidade e comodidade – justamente o que você precisava no momento.

De acordo com a pesquisa publicada pelo Content Marketing Institute em 2015, webinars são considerados a segunda melhor forma para distribuição de conteúdo em empresas B2B, perdendo só para os eventos presenciais. As palestras online são mais eficazes do que os blogs e as próprias redes sociais.
Agora você percebe por que é importante investir neles?

Aumente as vendas e seja referência em sua área

Conferências online também aumentam as vendas de sua empresa, tanto de produtos quanto de serviços. Ao organizar webinars com pessoas importantes em seu segmento, bate-papos, tutoriais e dicas, por exemplo, seus clientes têm a chance de aprender mais e levar esse conteúdo adiante, compartilhando com os amigos e colegas pelas redes sociais.
E isso pode transformar uma instituição em referência e autoridade em assuntos que façam parte de seu universo. Quando alguém pesquisar sobre o tema, os materiais da empresa aparecerão nas primeiras páginas dos buscadores.

Crie webinars e capte leads qualificados

Na Eventials você pode capturar leads* ao criar um formulário de inscrição com campos personalizados. É só definir quais informações cada participante deve preencher para participar do webinar e, depois, utilizar os dados para alimentar seu CRM.

Cada palestra online agendada contará com uma landing page otimizada para a conversão de inscrições e você ainda pode colocar um vídeo teaser do Youtube para aumentar o interesse sobre o conteúdo divulgado.

Além disso, em nossa plataforma você conecta sua conta com webApps para nutrição de leads. Suas ações de pós-webinar serão bem menos trabalhosas e mais eficazes.

* Funcionalidade disponível apenas para o Plano Enterprise 

O que abordar no webinar?

– Compartilhe lições e experiências dos profissionais da empresa;
– Bate-papo com os gestores, mesa redonda sobre assuntos que tenham a ver com a instituição;
– Palestras;
– Perguntas e respostas;
– Entrevistas.

Agora que você já conhece as vantagens e sabe como webinars podem lhe ajudar em uma campanha de marketing, crie o seu e leve o nome do seu negócio para o mundo! Inscreva-se e aproveite o trial. Clique, assista ao vídeo e confira mais dicas!

 

 

Como aplicar webinars na estratégia de Inbound Marketing?

Please follow and like us:

Webinars: um golaço na estratégia de conteúdo das empresas

Em time que está ganhando não se mexe”.
Quem nunca ouviu essa frase durante a vida profissional? Pode ser, até mesmo, que a tenha repetido aos colegas de trabalho em uma reunião de negócios ou entre os brindes do último happy hour. Contudo, a partir de agora, você precisa nos prometer que nunca mais irá participar dessa falácia.

Em time que está ganhando se mexe sim!

As estratégias de marketing mudam o tempo todo. Cada novidade, cada descoberta sobre o comportamento do consumidor, cada novo estudo sobre marketing de conteúdo levam as empresas a se reinventar. Redes sociais, blogs, newsletters… Tudo isso é bastante relevante para levar informação de qualidade para seu público-alvo.

Mas será que é o suficiente?

Para balançar a rede

Um estudo realizado pelo Content Marketing Institute afirma que webinars atualmente são uma das formas de marketing de conteúdo mais eficientes nos Estados Unidos. Nessa pesquisa, 66% dos profissionais questionados afirmam utilizar seminários online como parte do inbound marketing – seja para atrair novos leads, qualificar consumidores ou apresentar novos produtos e serviços da empresa.

No Brasil, o uso de webinars é uma prática bastante recente. Contudo, as empresas que decidem investir na atividade estão alcançando o sucesso. Uma delas é o portal O Melhor do Marketing. A empresa já utiliza os serviços da Eventials e, em estudo recente, divulgou que o uso de vídeos na estratégia de comunicação digital pode aumentar as intenções de compra dos consumidores em até 270%. Não é fantástico?

Faz sentido. Segundo uma pesquisa realizada em 2012 pela IAB Brasil, cerca de 40% dos brasileiros passavam, pelo menos, duas horas online por dia e 82% consideravam a internet o meio de comunicação mais importante. Para os entrevistados, a publicidade online não incomodava – desde que ela fosse criativa e rica em conteúdo.

A Locaweb é outra cliente que também aposta nos benefícios de se trabalhar com webinars há algum tempo. Através do seu canal na Eventials, a empresa já impactou mais de 7 mil pessoas com cursos e palestras online.

Segundo Luis Carlos dos Anjos, Gerente de Marketing Institucional da empresa, o mais bacana das transmissões online é poder levar conhecimento especializado para um número muito maior de pessoas.

Para nós, contar com a plataforma da Eventials, significa aumentar drasticamente o alcance de todo o conteúdo que geramos, em especial no Encontro Locaweb de Profissionais de Internet e no RubyConf”, conta.

Admita: os webinars trazem vantagens demais para você continuar ignorando seu papel no marketing de conteúdo. Tenha acesso a 10 dias gratuitos, conheça nossas ferramentas e descubra como a Eventials pode ser útil para sua empresa.

 

Qual é a importância do vídeo na estratégia do negócio?

Please follow and like us:

8 dicas de como fechar seu webinar com criatividade e fisgar o público

Quando preparamos um webinar nos preocupamos com diversos pontos: tema, duração da palestra, equipamentos a serem usados e o cenário do vídeo. Pensamos até na roupa que iremos vestir, mas esquecemos de algo muito importante para uma apresentação online: o fechamento.

A conclusão é tão importante quanto a introdução em uma videoconferência. Dizer “Então é isso, pessoal. Obrigado e até a próxima!” pode até ser o jeito mais fácil de se despedir do público, mas não é a forma mais adequada. Por quê?

Porque no fechamento você deixa sua última impressão aos participantes e é preciso manter a reputação. Se você impressionou no início e desenvolveu bem o assunto, deve continuar no ritmo e concluir o tema com criatividade, estabelecendo um vínculo futuro com quem o assistiu. Ali estarão suas últimas palavras, as principais dicas; um “refresh” do conteúdo, informações que tendem a fixar melhor na mente das pessoas.

É importante caprichar. Surpreender. Não basta esperar o diretor dizer “AÇÃO!”, começarmos o show e improvisarmos o grand finale.
Por isso preparamos 8 dicas de como fechar seu webinar e fisgar seu público. Confira:

1 – Sem perguntas ao final do vídeo:

Nem pense em deixar o final da palestra online para responder dúvidas. Ao responder seu público ao longo da apresentação você terá mais facilidade para elaborar uma resposta convincente, que supra o questionamento do participante. Aproveite o envolvimento das pessoas! Isso desperta ainda mais o interesse delas e mostra que você está aberto a conversar e trocar conhecimento.

2 – Bom humor:

Se o assunto abordado for mais sério, se possui muitos dados e números, nada melhor do que descontrair os participantes. No final do vídeo, brinque! Faça uma piada que envolva o assunto; uma imagem engraçada, até mesmo uma frase. Com isso você ganha a atenção, diverte e pode ser lembrado como um palestrante que tem conteúdo e que também sabe rir. Também preparamos um post sobre esse assunto.

3 – Citações:

E, por falar em frases, o que você acha de fechar a apresentação com uma citação de impacto? Daquelas que ficam ecoando por horas depois do webinar ter acabado? Escolha autores que tenham a ver com o assunto abordado; frases que despertem a curiosidade e que estimulem o raciocínio. Com certeza você será lembrado. 😉

4 – Contar uma história:

Quem não gosta de ouvir uma boa história? Contar um “causo” é uma forma de se aproximar do público, ganhar sua atenção, informar, entreter e fixar o conteúdo. Crie empatia! A história não precisa ser longa, mas ela deve sintetizar e exemplificar o que você falou ao longo da palestra. Pode ser algo real, que aconteceu com você, ou algum case de mercado. Você escolhe! Nossa série de postagens sobre como usar o storytelling para criar webinars irá lhe ajudar!

5 – Call-to-action:

O que você deseja que as pessoas façam depois de assistir à palestra? Que elas acessem seu site e comprem um produto; que elas comprem seus livros para estudar mais o assunto; que elas participem de um evento? Qual é o seu objetivo com ela? Em cima disso prepare o final com um comando que leve o participante a realizar a ação desejada.

6 – Relembrar o conteúdo do webcast:

Outra forma de concluir é fazendo um apanhado dos tópicos apresentados no vídeo. Faça de uma forma simples, reforçando os principais conceitos abordados.

7 – O que mais você tem a oferecer?

E se depois de assistir ao webinar, o usuário também tivesse acesso a um material exclusivo? E-books, descontos, brindes, entre outros? Assim você conseguiria captar leads e estabeleceria um vínculo externo com quem se interessa pelo assunto.

8 – Surpresa!

Dentro do assunto abordado, pense em uma forma de surpreender o público. Você dança? Canta? Toca algum instrumento musical? Faz mágica? Aqui é preciso soltar a criatividade e pensar fora da caixa. É uma forma de ser lembrado e referenciado.

Coloque essas ideias em prática e crie seus webinars na Eventials!
Em nossa plataforma você não sofre com limite de participantes e organiza suas apresentações com facilidade.

Qual é a importância do vídeo na estratégia do negócio?

Please follow and like us:

5 webinars de Martha Gabriel para quem gosta de Marketing Digital

Se você gosta de marketing digital, quer aprender mais sobre o assunto ou já atua na área, deve ter ouvido falar em Martha Gabriel. Pós-graduada em Marketing pela ESPM, mestre e PhD em Artes pela USP e Coordenadora do MBA em Marketing da HSM Educação, a palestrante e autora de cinco livros, entre eles, o best-seller Marketing na Era Digital, é referência no assunto.

Martha tem mais de 50 palestras apresentadas no exterior e foi premiada três vezes como a melhor palestrante em congressos nos Estados Unidos; também participou de quatro TEDx e tem um canal de webinars na Eventials. Confira 5 deles:

Estratégias de Conteúdo – Inbound Marketing e Transmedia Storytelling

Neste webinar, Martha Gabriel ensina como podemos desenvolver estratégias de marketing de conteúdo usando as principais tendências da área: o inbound marketing – compartilhamento de informações que utilizam táticas do marketing para captar leads e possíveis clientes – e transmedia storytelling – histórias envolventes, contadas por meio de diversas plataformas que gerem engajamento. Inscreva-se aqui.

Marketing na Era Digital: Estratégias e Planejamento

Na apresentação, a especialista convida o público a analisar o ambiente digital como um todo para desenvolver estratégias específicas e se familiarizar com as táticas digitais em diversas plataformas, para que, a partir delas, grandes ações de marketing sejam criadas. Inscreva-se aqui.


Design de Cores na Web: Pequenos detalhes, grandes resultado 

A HighEdWeb a premiou como a melhor palestra de 2013. No webinar de Martha Gabriel você descobre como as cores são tão importantes em nossa vida online e offline, já que elas são capazes de definir ações e comportamentos; instigar reações físicas e psicológicas e transmitir sentimentos. E sim, o modo como as usamos nos produtos digitais pode afetar a reação dos usuários, por isso é importante ficar atento. A apresentação explora a harmonia das cores e seus efeitos psicodinâmicos, além de ensinar algumas técnicas. Inscreva-se aqui.

 

Estratégias no Facebook, Twitter e LinkedIn

O mundo é cada vez mais digital e as empresas precisam estar por lá. No webinar, a escritora e palestrante habilita o público a atuar e desenvolver estratégias para cada uma das principais plataformas de mídias sociais: Facebook, Twitter, LinkedIn, Google+ e Youtube. Ela explica como funciona cada rede e como usar suas principais características para desenvolver ações específicas. Inscreva-se aqui.

 

Marketing em Mídias Sociais e Gestão de Crises 

O que fazer quando a crise acontece? Martha Gabriel aborda os conceitos de crises, transformação do cenário e gestão das mesmas. Ela explica como as empresas devem agir na era das mídias sociais e como é importante escolher a rede correta para os diferentes tipos de negócio e estratégias. Inscreva-se aqui.

 

Gostou das palestras? Para saber mais sobre marketing digital e a palestrante Martha Gabriel você pode acessar o site dela. Lembrando que a Eventials possui mais webinars, pagos e gratuitos, sobre esse e outros assuntos. Acesse nosso site e assista: www.eventials.com

Como aplicar webinars na estratégia de Inbound Marketing?

Please follow and like us:

Sua empresa está indo realmente bem nas redes sociais?

Algumas pessoas acham que cuidar das redes sociais é fácil, mas não é bem assim.

É importante encarar o Facebook, Instagram e o Twitter, por exemplo, como mídias importantes para o desenvolvimento de sua empresa. Se você os têm como uma rede pessoal, está na hora de rever seus conceitos.

Não é apenas publicar em uma fanpage. É interagir, entrar em contato com o consumidor, identificar o que ele gosta e o que ele precisa; é respondê-lo da forma correta e fazer ele perceber que você se importa. Tendo isso em vista, será que a sua empresa está indo realmente bem nas redes sociais?

A Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios listou alguns erros que podem queimar o filme da sua. Confira:

Ser grosseiro

Mantenha o respeito e o bom senso nas redes sociais. Não trate os usuários com grosserias. Em casos de insatisfação por parte do cliente, converse por inbox, e-mail ou telefone. Trate o problema particularmente. Isso irá evitar que sua empresa seja malvista pelos demais.

Excluir comentários e/ou ser indiferente

Recebeu críticas na fanpage? Não as exclua e nem as ignore.

As redes sociais aproximam o público da empresa, logo, nada mais justo do que dar a atenção que ele merece. Quando o consumidor está insatisfeito, pode mobilizar os amigos e a família para encher a página de comentários negativos. Portanto, resolva a situação. Mostre que a sua empresa se preocupa com o cliente e, se receber elogios, não se esqueça de agradecer.

Confundir as contas

Um perfil profissional nas redes sociais reflete o posicionamento de uma empresa. Logo, postar sobre política, religião e futebol, por exemplo, pode gerar discussões que não têm relação com a organização na qual trabalha. Se durante uma partida de futebol você publicar sobre determinado time e os clientes não torcerem para o mesmo, eles podem deixar de consumir seus produtos. Portanto, tenha bom senso e utilize sua própria conta para isso. 😉

Não ter um planejamento

É importante reunir sua equipe para pensar no conteúdo que será publicado no meio digital durante a semana. Faça uma lista com as sugestões de pauta e organize em uma planilha. Também é importante que você tenha em mente quantas postagens serão feitas no Facebook, Blog, Twitter, Instagram, entre outros. Quando a pessoa responsável pelas publicações sabe o que deve ser divulgado, pode se organizar melhor, já que dependendo do tema, alguns artigos são mais complexos de escrever.

Copiar sem creditar

Você não ficaria feliz se visse um texto seu publicado em outro site sem os devidos créditos, não é mesmo? Portanto, não copie informações de outros lugares sem mencionar a fonte. O mesmo vale para as imagens. Lembre-se que plágio é crime! Precisa de fotografias para ilustrar suas postagens? Utilize um banco de imagens, é mais seguro.

 

Ter uma postura diferente

O mesmo comportamento que a sua empresa tiver nas redes sociais, deve ter na loja física. Se o cliente não tiver uma boa experiência pessoalmente, ele pode não querer mais comprar em seu estabelecimento. E poderá reclamar nas páginas de sua empresa.

E então, depois dessas observações você acha que sua empresa realmente está indo bem no mundo online? Faça os ajustes necessários e transforme suas redes sociais em ambientes que seus clientes gostem de estar.

Sua empresa precisa ter um canal de vídeos online.

Please follow and like us:

Descubra como acabar com o bloqueio criativo

Você abre o notebook. Fica meia hora com a página em branco ali, e o cursor piscando, esperando que você escreva pelo menos uma palavra, mas nada, nada sai da sua cabeça. As horas vão passando e você continua encarando a página sem ideia alguma. O que fazer nesse caso? Acredite, isso é mais do que normal.

Nem sempre as palavras surgem facilmente quando precisamos escrever um novo post para o blog ou montar o roteiro para o próximo vídeo. Mas, o que fazer quando isso acontece? A primeira coisa que aconselhamos é pegar um cafezinho e respirar fundo. É, bem, talvez você já tenha feito isso…

Tire um tempo

É aquela história do cafezinho que falamos logo acima. É importante que você tire um tempo para relaxar. Sabe por que isso é importante? Porque quando ficamos muito ansiosos com algo, nem sempre o texto fica bom, ele tende a ficar menos solto e, claro, o seu leitor irá perceber isso. Portanto, ficou mais de uma hora tentando escrever e não conseguiu? Vá brincar com os filhos, dar atenção para seu PET, ouvir uma boa música, assistir a uma série que você gosta… A inspiração pode surgir quando menos imaginar!

Inspirações visuais

Uma imagem pode ser extremamente inspiradora e lhe ajudar a construir o roteiro de seu novo vídeo ou o texto para seu blog. Abra o Instagram, pesquise por referências no Pinterest e no Behance.

Leia!

Pegue um livro na estante, pode ser o seu favorito. Dê umas folheadas ou abra em uma página aleatória. O mesmo vale para blogs, postagens em redes sociais, revistas e afins… Além de melhorar o vocabulário, quando você lê, acaba se inspirando, seja por uma palavra, uma expressão ou um capítulo; ainda mais se o livro/artigo for sobre o assunto que você precisa escrever.

Experimente Grátis a Eventials com Todas as suas Funcionalidades Disponíveis – Clique Aqui

Mude de ambiente

Você está em um ambiente de trabalho, não tem muito tempo, o prazo está apertado e precisa entregar o texto o quanto antes. O que fazer? Mude de ambiente! Leve um bloquinho com você, seu notebook ou tablet e vá para outra sala. Se puder, experimente escrever em uma cafeteria. O cheiro do café, as pessoas e o ambiente por si só irão lhe inspirar.

Brainstorm

Uma tempestade de ideias pode ajudar! Chame um amigo ou colega de trabalho para pensar em algo. Durante 15 minutos, falem o que vier à cabeça sobre o assunto que você deseja abordar. Além de divertido, saem boas ideias de lá! E lembre-se: nada de julgamentos. Só depois do tempo terminar é que vocês irão separar as melhores. Banco de ideias É sempre bom andar com um bloquinho e uma caneta dentro da mochila ou, por que não, do bolso. Sempre que surgir alguma ideia, anote nele. Dessa forma, quando você estiver sem inspiração, pode abrí-lo e pesquisar por lá. Referências nunca são demais! 😉

Como gamificação e webinars podem ajudar no processo de aprendizagem?

Please follow and like us:

Por dentro da Economia Criativa

Conseguir uma renda extra é o desejo de muitos. E cada vez mais novas ideias surgem para aumentar os lucros: desde o sacolé que virou gourmet, ao brechó que só vende roupas de marca e aos aplicativos, blogs sobre variados assuntos e vídeos engraçados ou apenas informativos. Também é preciso lembrar dos aluguéis de quarto, casa, carro e até de marido… A criatividade não tem limites quando se trata de ganhar um dinheirinho e ter sucesso trabalhando com o que mais gosta.

Segundo o artigo publicado no site do Sebrae, Economia Criativa nada mais é do que um termo designado para modelos de negócio que nascem em atividades, produtos ou serviços desenvolvidos a partir do conhecimento e da criatividade de quem deseja gerar trabalho e renda. Ela foca no potencial individual ou coletivo para produzir bens e serviços criativos com valor econômico, além de contribuir com o desenvolvimento social.

O conceito deriva de “indústrias criativas”, termo que apareceu em um discurso proferido pelo Primeiro-Ministro da Austrália, há 19 anos, que defendia a importância de aproveitar oportunidades geradas pela globalização para contribuir no desenvolvimento do país.

Ao agregar traços e conceitos variados este novo tipo de economia surge, na maioria das vezes, em áreas como design, moda, cultura, artesanato e no meio tecnológico com a criação de aplicativos, softwares, jogos e produção de conteúdo. Ela reconhece a importância da originalidade e irreverência, assim como a experiência dos processos colaborativos.

Para John Howkings, autor do livro Economia Criativa: Como ganhar dinheiro com ideias criativas, essa forma diferenciada de lucrar estaria ligada a novas necessidades, já que nossos desejos pessoais sempre mudam, assim como o sentimento de realização e nossos relacionamentos. Essa transformação resulta em mudanças na economia também e o foco passa de produtos para serviços, commodities para experiências e de preços fixos para descontos, até chegar ao gratuito.

O pensamento do escritor nos leva a refletir sobre nossa realidade atual. Nos Estados Unidos, depois da crise de 2008, várias empresas criativas surgiram. O AirBnB, aplicativo que  surgiu em 2009 e conecta pessoas que querem viajar para outras cidades e precisam de um cômodo para ficar, é um exemplo disso. Em pouco tempo a plataforma estava valendo mais que qualquer rede de hotéis. Ou seja, é possível sim sair da crise usando a criatividade, por isso a importância da Economia Criativa.

Mas e você, que está procurando ter uma boa ideia, aquela capaz de aliviar suas despesas e lhe proporcionar bem-estar, o que deve fazer para que seu negócio saia do papel? O especialista citou três princípios:

1 – Criatividade e imaginação não são características especiais. Todos nascem com elas;

2 – É preciso ter liberdade para pensar, explorar, se expressar e descobrir;

3 – Liberdade precisa ter acesso ao mercado. 

O autor também ressalta a importância de estudar para se ter novas ideias. Portanto, pesquise, corra atrás, anote tudo o que for necessário para começar e coloque suas ideias em prática! Aposte em um negócio novo, criativo para lucrar mais e ter sucesso. Motivos não faltam, ainda mais agora.

Como usar webinars em uma estratégia de Growth Hacking

Please follow and like us:

Use a linguagem corporal para ter sucesso na profissão

Já sabemos que não existe nenhuma fórmula pronta para obter sucesso na vida profissional. Estudar muito, se dedicar ao máximo, fazer bons contatos e estar sempre atualizado é essencial para se destacar, assim como manter uma boa postura corporal. Sim, isso mesmo! Seu corpo também pode ajudar. No mundo corporativo as entrelinhas têm muito valor e, quando as palavras se tornam aliadas da linguagem corporal, a chance de fechar negócio aumenta.

Os livros A linguagem corporal no trabalho, escrito por Allan e Barbara Pease e Seu corpo fala no trabalho, de Sharon Sayler, trazem algumas dicas importantes para usar o corpo ao seu favor. Confira:

Fale com calma

Para a autora Sharon Sayler, sua voz é importante para transmitir poder. É importante que você se comunique com clareza, mantenha um ritmo tranquilo e abaixe o queixo suavemente ao final de cada frase. Respirar calmamente entre as frases também ajuda.

Imagine um “terceiro olho”

Ao encarar seu chefe ou cliente em uma reunião de negócios, fixe seu olhar no meio das sobrancelhas dele, como se estivesse vendo um “terceiro olho” ali. O livro de Allan e Barbara Pease aponta que isso deixará o clima mais sério e essa técnica também pode ser usada para calar pessoas chatas. Também mantenha contato visual por mais tempo que o habitual.

Experimente Grátis a Eventials com Todas as suas Funcionalidades Disponíveis – Clique Aqui

Pisque menos

Já percebeu que piscamos mais quando estamos em uma situação estressante? Agora que você tem conhecimento disso, reduza o movimento de suas pálpebras em uma conversa importante. Isso irá transparecer segurança e autoridade.

Mãos para trás

Quando você entrelaça as mãos nas costas, por exemplo, transmite superioridade e poder. Dessa forma expõe seu estômago, coração, pescoço e virilha – consideradas partes vulneráveis do corpo – em um ato de audácia e, segundo o livro A linguagem corporal no trabalho, esse ato resulta em uma aura de autossuficiência e confiança.

Cuidado dobrado com o aperto de mão 

Segundo o livro A linguagem corporal no trabalho, se você fica com a palma da mão virada para cima durante o cumprimento, espera que a outra pessoa assuma o controle, já quem fica com a palma para baixo é visto como o dominante. Um truque também ensinado pelos autores é estender a mão direita e depois colocar a esquerda sobre a mão da outra pessoa.

Cadeira mais alta

Em uma reunião, escolha a cadeira mais alta da sala. A altura dela pode reduzir ou aumentar o status de uma pessoa. Se você deseja demonstrar autoridade, prefira uma poltrona com espaldar alto.

Esperamos que com essas dicas você consiga fechar bons negócios e se sinta mais confiante em sua carreira! 😉

Como engajar colaboradores em treinamentos corporativos

Please follow and like us:

O que o branding tem a ver com sua apresentação

Em algum momento, navegando pela rede ou estudando áreas como design, marketing e administração você pode ter visto o termo branding e ter se perguntado sobre o que ele significa. O pesquisador e administrador José Roberto Martins nos auxilia a definí-lo explicando que branding são as ações relacionadas a administração das marcas, ultrapassando a natureza econômica e incluindo-se na cultura ao influenciar a vida das pessoas.

Essa inclusão se dá pelo sentimento do consumidor que o ajuda a tomar atitudes e é nesse campo que as marcas querem atuar; procurando atingir a simpatia e construir uma relação envolvente. Por isso, o branding precisa ser reforçado não somente pelo visual, mas pela experiência com o produto e serviço. Replicado na estética e na semântica o propósito; sempre atento ao julgamento do consumidor.

Diferencie a marca da sua empresa das demais

O caminho para fortalecer a marca pode variar. Comece certificando-se de concentrar esforços em desenvolver a diferenciação, independetemente do que se está entregando. Afinal, não ser apenas mais um no mercado é o que torna certas marcas tão especiais, graças ao êxito em transmitir seu significado.

Faça webinars e atraia leads mais qualificados! Experimente a Eventials gratuitamente! – Clique Aqui

Considere que a semelhança acaba não demonstrando valor. Deste modo, a diferenciação é tão importante e pode estar simplesmente na forma que se comunica com o cliente ao invés do que se entrega efetivamente.

Assim, procurar desenvolver soluções criativas para o seu negócio pode ser a melhor forma de crescimento. Obviamente um produto ou serviço inédito conseguirá chamar mais atenção, porém, em meio a isso, opte em tornar a forma mais atraente do que a própria função.

Cuide do seu branding pessoal

Caso não esteja em uma empresa, não tenha um produto ou algo à venda o branding ainda pode ser aplicado em você mesmo. Parece um conceito estranho, tratar-se como marca, mas a partir do momento que você necessita se divulgar, seja para conquistar um trabalho ou conquistar a audiência em um webinar, executa ações de fortalecimento, alavancando as ações de branding.

“Independentemente da idade, independentemente do cargo, independetemente do negócio em que estamos envolvidos, todos nós precisamos entender a importância do branding. Nós somos os CEOs de nossas próprias empresas: Eu S.A.. Para estarmos envolvidos nos negócios atuais, a nossa tarefa mais importante é ser o diretor de marketing da marca chamada você.” Tom Peters – Guru de Administração

Analise seus slides, apresentação, materiais disponibilizados, o contato com a audiência, a identidade visual e a comunicação em geral. Tudo deve passar uma informação coesa e coerente, associada ao significado almejado para sua marca pessoal.

Como aplicar webinars na estratégia de Inbound Marketing?

Please follow and like us:

Utilize o Creative Commons para as mídias da sua apresentação

Preparar uma apresentação de qualidade exige esforço e empenho. Muitas vezes não se tem o domínio da estética para desenvolver as imagens ou elementos gráficos. Por causa disso recorremos ao que já existe pronto na internet. O problema é que, mesmo sem querer, utilizamos materiais registrados e quebramos o direto autoral das peças. Na maior parte dos casos essas atitudes não geram consequências, mas, legalmente, estamos em desacordo e podemos enfrentar problemas por isso. 

Uma boa forma de evitar o incômodo é buscar conteúdo de mídia com as licenças Creative Commons. Garantindo assim de estar utilizando um material em concordância com o criador original e desenvolvendo seu webinar dentro dos limites legais. Esse tipo de licença tem o propósito de fornecer bens comuns em formato digital. Facilitando a cópia, distribuição e edição dos arquivos. 

 Por meio dessas licenças o criador da mídia pode deixar seu material disponível a um terceiro, com ou sem restrições. É o principio colaborativo que a internet nos permite vivenciar. 

 Tipos de Licenças – Creative Commons  

Atribuição 

Distribuir, editar ou criar obras derivadas mesmo que para fins comerciais contando que dê créditos pela obra original. 

Compartilhamento pela mesma licença (BY-SA)

Editar, adaptar ou criar obras derivadas mesmo que comercial, dando os devidos créditos ao autor e licenciar a obra sob os mesmos termos.

Não as obras derivadas (BY-ND)

Redistribuição, válido para fins comerciais e não comerciais desde que seja redistribuída sem alterações e completa com os créditos dados ao autor. 

Uso não comercial (BY-NC)

Remixar e adaptar referenciando o autor desde que não seja com fins comerciais. 

Uso não comercial – Compartilhamento pela mesma licença (BY-NC-SA)

Remixar e adaptar referenciando o autor desde que não seja com fins comerciais. As novas criações devem seguir os mesmos parâmetros. 

Uso não comercial – não as obras derivadas (BY-NC-ND)

Permite compartilhar desde que referenciando o autor e sem propósito comercial. 

Contando com ajuda dos materiais licenciados por Creative Commons você pode tornar suas apresentações e postagens totalmente legais e ainda divulgar o material dos outros. Como sugestão você pode acessar o photopin e fazer a pesquisa com imagens que cumpra esse critério. 

Please follow and like us: