Marketing Digital: como funciona na prática?

Com o passar do tempo, o termo “Marketing Digital” se tornou comum no nosso vocabulário, mas você sabe por que esse departamento surgiu?

Conforme o mercado digital foi ganhando força, o Marketing teve que assumir uma posição diferente, com estratégias específicas para atuar nesse novo meio. Afinal, toda vez que surge novos meios que possibilitam venda, interação com potenciais clientes, o marketing precisa estar lá!

Com o Digital evoluindo constantemente, é super importante ficar a par das últimas tendências de Marketing Digital, assim é possível sempre levar as melhores práticas para sua empresa.

E, você, ainda tem dúvidas da importância de implantar o Marketing Digital na sua empresa? Vamos te mostrar vantagens, de onde partir e números que você precisa acompanhar para verificar a  saúde do seu negócio.

Primeiro vamos às Vantagens:

  • Assertividade – atingir a pessoa certa, no momento certo, no lugar certo.
  • Flexibilidade de investimento – você pode investir baixos valores e atingir bons resultados. Existem estratégias mais baratas e mais caras, basta avaliar seu budget.
  • Total controle – pela internet usando ferramentas como Google Analytics, por exemplo, você consegue ter na palma da mão seus resultados de forma precisa.
  • Testar sem medo – no mundo digital você consegue testar estratégias e avaliar qual dá mais resultado. Mudar o rumo na internet é algo simples e que agrega positivamente para seu desempenho. 

Para iniciar o Marketing Digital na sua empresa é importante ter minimamente um planejamento de negócio. Para isso, comece respondendo as perguntas abaixo.

  • Tenho um site? Se não, comece isso já!
  • Seu site está bem construído? – Responsivo (versões adaptadas para mobile, desktop, tablet etc), sem estar tão pesado, boa usabilidade (menus intuitivos, imagens em todos os produtos, boas explicações, contatos atualizados….)
  • Qual o perfil de cliente desejado? É super importante saber quais as características de público que você busca, entender suas respectivas necessidades para uma boa atuação de marketing e vendas (procuro esportistas, que praticam diariamente um esporte específico, que compram com tal frequência, por exemplo).
  • Sua empresa tem conta em redes sociais? Se tiver, excelente! Usaremos como meio de divulgação.
  • Qual sua necessidade atual? Estou com pouca demanda; Estou vendendo sempre para novos clientes – falta fidelização; Tenho alta demanda mas na hora de vender, não consigo vender; Enfim, é importante você entender seu problema/necessidade.
  • Quanto tenho Budget disponível? É imprescindível ter clareza do seu budget, assim será mais fácil encontrar quais as soluções/estratégias você pode adotar, com base a seu problema/necessidade.

Para qualquer que seja o seu problema, budget disponível ou o público alvo escolhido, existem várias estratégias de marketing que você pode adotar. Algumas gratuitas, outras super acessíveis, e se tiver mais budget disponível dá para atuar fortemente com várias estratégias.

Guia prático – Como iniciar o Marketing Digital na minha empresa com 4 passos

1- O primeiro passo é conectar o Google Analytics com seu site, desta forma, todas as informações geradas pelos visitantes serão medidas. Para fazer isso, crie uma conta no Analytics, terminando o cadastro um link vai ser gerado, este você deve inserir no HTML do seu site. Dúvidas? clique aqui.

Assim que o Analytics estiver recebendo informação do seu site, você já terá uma visão holística de: fluxo do site, principal origem da audiência, acessos dia, semana e mês, perfil do público, entre outras informações.

2 – Ter um overview  do site é super importante para saber quais ações estão dando mais resultado, exemplo:

Você fez um post no Facebook e outro no Linkedin com link direcionando para um produto do seu site. Como você sabe qual rede performou melhor, quantas pessoas clicaram nesse link e até quanto tempo elas permaneceram na página? Só com link trackeado, e para fazer isso use o URL Builder.

Por conta de exemplos como esse é que falamos mais acima sobre a importância da responsividade do site. A pessoa que entrar no seu site precisa ter uma boa experiência para converter no seu produto, serviço, solução, etc.

3- O Analytics não fornece informações específicas do usuário, nome, telefone, e-mail, entre outros dados. Por isso, as marcas tentam encontrar maneiras de obter esses dados para estreitar a comunicação entre potencial cliente e empresa. Algumas estratégias para isso é: uso de Webinars – excelente ferramenta para engajamento e conversão de clientes, cadastro de e-mail para desconto, cadastro para receber newsletter, disparo de e-mail marketing com direcionamento para Landing Pages, entre outras. Todas essas estratégias têm ótimo, sendo que algumas nem custo têm. Invista sem medo 🙂

Uma dica: Sempre que você for nomear as campanhas (no URL Builder) coloque um padrão inicial, assim fica muito mais fácil você achar e acompanhar suas campanhas. Exemplo: camp-facebook -post1. O “camp” pode virar o padrão.

4- Fique de olho na origem de maior fluxo do site, pois assim que tiver budget você conseguirá potencializar esse resultado. Se seu maior fluxo vem de Google, buscas, não exite em investir em Google Search para aumentar a procura. Analise também quais ações estão programadas, teste investindo pouco e mensure o resultado. Como dissemos anteriormente, o bom do digital é que você consegue mensurar tudo, muitas vezes de forma gratuita, além disso, é fácil mudar o rumo, se perceber que o resultado não foi o esperado, mude! Aproveite que no mundo digital isso é possível.

Como foi possível notar, o princípio do Marketing Digital é mensurar. Ou seja, acompanhar números de CPV(custo por view do seu vídeo), CPM (custo por mil), CPC (custo por click), CPL (custo por lead), CPO (custo por oportunidade) e CPA (custo por aquisição),  e saber estratégias para diminuir esses custos. Além de diminuir custos, é importante testar a assertividade, ou seja, entre tantas ações, quais me trazem mais resultado? 

Essa atitude traz uma visão mais analítica do negócio, com menos desperdício de tempo e mais efetividade.

Como definir as taxas certas ? Como medí-las?

 

Image result for cpa pcv cpc

Existem inúmeros “CP…” como puderam perceber, e são estes indicadores que vão lhe dar uma visão mais analítica sobre seu investimento em Marketing Digital. Os principais são: CPL e CPA. Definimos estes dois como principais pois estamos dando como exemplo uma empresa de Serviços.

CPL – Custo por Lead, ou seja, quanto você gasta para cada pessoa interessada na sua solução. Para calcular esse número é bem simples: Divida seu investimento de Marketing e Vendas do mês, pelo número que você possui no mesmo mês de Leads* e pronto, chegamos no custo.

*Você consegue acessar esse número através do RD Station ou Hubspot. Depois some esse resultado com o número de usuários únicos da sua página de preços. Esse último número, o Google Analytics te fornece facilmente.

CPL = Valor investido / Leads

Exemplo: Você é dono da Netflix e inviste mensalmente 100 mil em Marketing e Vendas e tem uma quantidade de 10 mil Leads mês. Ou seja: 100.000 / 10.000 =  10 reais. 

Em resumo, você gasta 10 reais para captar um novo Leads.

CPA – Custo por aquisição, ou também conhecido como CAC, é definido pela a diferença entre valor investido e aquisições (novos clientes). Nesse investimento entra salário de funcionários, gastos com marketing direcionados para venda (ou seja se você tiver gastos com marketing institucional, esse gasto não entrará na conta), ligações para clientes, gastos do comercial, enfim, tudo que envolve marketing e vendas.                                            

CPA = Valor investido / Aquisições

Seguindo o mesmo exemplo anterior, você investe 100 mil reais mês e teve 2 mil aquisições este mês. Ou seja: 100.000 / 2.000 = 50 reais

Em resumo, você gasta 50 reais para cada novo cliente que você converte.

Quais as estratégias para baixar o custo dessas taxas?

Estratégias para redução desse custo são:

  • Aumentar o número de aquisições;
  • Gastar menos com Marketing e Vendas.

Um exemplo simples de um corte de investimento em vendas é: Já que vendas costuma usar muito o telefone, uma opção seria a contratação de um plano de telefonia mais barato, ilimitado, por exemplo. Assim, seu investimento será menor, tendo acesso a mais ligações.

Quer entender mais sobre outras taxas que não comentamos ? clique aqui

Como sei se meu CPA está alto ou baixo?

O valor final do CPA precisa ser sempre MENOR que o valor de LTV (Life Time Value). Mas o que isso quer dizer?

O Lifetime Value (LTV) é o “valor de vida” do seu cliente. Vamos pensar o seguinte:

Ainda imaginando que você é dono da Netflix, o valor que você cobra mensalmente dos seus clientes é R$40 reais. Você calculou, também, a média de tempo que seus clientes permanecem assinando seu serviço e observou que é de um ano, ou seja, 12 meses.

Chegamos a conta do LTV: média (meses) vida do cliente X valor do serviço.

LTV = Média de tempo (meses) X valor do serviço

Ou seja: 12 (meses) X 40 = 480 é seu Lifetime Value.

Podemos concluir que sim, seu CPA está bom.  Seu LTV está em 480  e seu CPA em 50.

E se meu CPA estivesse mais alto?

Sinal que você está perdendo dinheiro! Reveja seus investimentos, opte por estratégias de maior custo benefício e que são bem efetivas como Webinars.

Quer mais explicações sobre o assunto? Achamos um artigo bem legal para você: 

https://www.treasy.com.br/blog/cac-x-ltv/#CAC-x-LTV-e-a-mesma-coisa-que-Margem-de-Contribuicao

Conclusão

O Marketing Digital é essencial para expandir seu negócio. Não é baseado em achismos, mas sim, em números. Portanto, te dá mais segurança do que está dando certo ou não.

Comece hoje mesmo a medir seus resultados e testar novas maneiras de adquirir mais clientes.

E, #ficadica: Uma estratégia que já é uma tendência consolidada, com excelente custo benefício e alto nível de conversão é o uso do Live Streaming.

Falaremos mais na nossa próxima conversa 🙂

 

 Fique por dentro também das nossas iniciativas de conteúdo:

Bate Papo com Especialista em Webinars

Série de webinars semanais destinados para tirar dúvidas sobre diversos temas que envolve nossa plataforma Eventials.

Tema do último: Gerando Leads com a Eventials, Acesse já: https://goo.gl/E1BMe8

Escola de Webinars

O projeto apresenta aplicações estratégicas do uso webinars no seu negócio, mostrando insights do segmento.

Make Webinars (em breve)

Vídeos curtos focados em apresentar dicas, melhores práticas voltadas para o momento pré, durante e pós webinar.

Aproveito para te convidar para nos acompanhar nas redes sociais. Todos os dias nós publicamos webinars que estão falando de tendências e que estão bombando na nossa plataforma.

Acesse: Instagram, Linkedin, Twitter e Facebook.

Please follow and like us:

Leia também