Saiba por que conhecer o público-alvo é importante

A produção de um webinar passa por algumas etapas até estar disponível. Inicialmente você analisa o conteúdo, divide nos slides, define o que irá falar, ensaia e pesquisa eventuais dúvidas dos espectadores. Contudo, desconsiderar a pesquisa de público-alvo é uma atitude comum e pode prejudicar todas as outras partes do processo. Afinal, como é possível preparar uma apresentação se você não sabe quem lhe ouve?

Imagine a dificuldade de ser compreendido ao falar em português para chineses ou, ainda, fazer uma apresentação para crianças sobre cálculo avançado. Obviamente são exemplos exagerados, porém, em menor escala, é o que acontece quando você desconsidera a platéia na hora da produção e execução de um webinar. Logo, se você quer aumentar sua taxa de conversão e engajamento, busque obter o mínimo de informações para apoiar seu planejamento.

Através de ferramentas para pesquisas e análises é possível conhecer qual é o perfil do seu público e atingir melhores resultados. Às vezes você acredita que sua apresentação é focada para especialistas, mas, efetivamente, está direcionada para iniciantes. Por esse motivo, mesmo deixando passar a pesquisa prévia, procure obter um feedback daqueles que consomem seu material. Ao conhecer quem lhe acompanha você será capaz de refinar e aprimorar seu webinar.

Como posso identificar meu público-alvo?

Comece listando as informações que você precisa ou quer descobrir e as transcreva em perguntas. Pense em questões que abordem estilo de vida, escolaridade e renda para construir um bom panorama. Aprofunde-se o quanto for possível; para isso considere a relevância das informações para não perder a objetividade.

Após a elaboração você pode buscar algumas formas para obter as respostas. Caso elabore de 10 a 15 questões, cuidando para não tornar muito extenso, utilizar os formulários do Google pode ser um bom método. Em seguida, divulge através das redes sociais, direcionando para os interessados no material do seu webinar.

Outra opção é ter um site próprio com esses questionários ou então optar por uma abordagem mais pessoal e trocar e-mails com alguns interessados. Sempre considerando que o usuário é preguiçoso, pense quantas vezes você deixou de acessar um conteúdo apenas por ter que fazer um cadastro. Então facilite ao máximo qualquer processo escolhido.

Uma estratégia para estimular a participação na pesquisa é desenvolver uma prévia do webinar, esse que ficará disponível para aqueles que lhe ajudarem a entender sua audiência. Na Eventials isso é fácil, sendo que você consegue fazer transmissões privadas, notificar e controlar os participantes. Assim abre a possibilidade de oferecer um conteúdo exclusivo, liberando o acesso para quem lhe forneceu algum tipo de contribuição.

Apesar do trabalho extra, o resultado será um material de maior qualidade. E, sabendo exatamente quem escuta sua voz, sua chances de sucesso definitivamente irão aumentar.

Garanta os acertos e evite os erros em seu webinar

Preparar um bom webinar exige planejamento e dedicação. Todos os detalhes devem estar alinhados para possibilitar ao  público a melhor experiência. No momento da apresentação fique atento em cada detalhe, seu comportamento será interpretado por quem lhe assistir.

Planeje-se antes do webinar

Por isso não deixe as coisas acontecerem no improviso. Ensaie, treine e pesquise curiosidades sobre o tema, assim você estará preparado para responder questões daqueles que já entendem um pouco do assunto. Indo além, foque na qualidade das informações ao invés de sobrecarregar os interessados com quantidade de conteúdo. É dessa forma que você mostra o seu diferencial.

Independentemente de preparo o inesperado pode acontecer. Certifique-se de diminuir as possibilidades. Ninguém gostaria que o celular tocasse no meio de um webinar e, atender, não pode ser uma das hipóteses. Afinal ninguém gostaria de ser lembrado por uma atitude grosseira, não é mesmo?

Faça webinars e atraia leads mais qualificados! Experimente a Eventials gratuitamente! – Clique Aqui

Faça um ensaio antes

Uma vez superada a fase de preparação não deixe que o medo, a insegurança ou a ansiedade lhe dominem. Por isso é importante ensaiar. Para se sair melhor, peça a ajuda de quem você conhece e apresente o material. Com o feedback será mais fácil visualizar o que precisa ser melhorado. Deste modo, no momento decisivo o autocontrole estará presente.

Cuidado com a linguagem

Lembre-se que por mais descolado que seu público seja, utilizar palavrões no webinar não contribuirá com uma boa imagem e deixará você vulnerável a julgamentos. Também tenha cuidado em parecer convencido, dificilmente você saberá quem são as pessoas que lhe acompanham.Tenha atenção a esses detalhes e não deixe um ponto negativo diminuir o seu potencial.

Quando for para valer, mantenha a calma e o equilíbrio com pensamentos positivos. Mesmo que algo não saia como o planejado, você será capaz de resolver da melhor forma. Procure sempre ampliar seus acertos e minimizar seus erros aumentando as chances de conquistar o seu expectador.

Como usar webinars em uma estratégia de Growth Hacking 

Criatividade S.A. – Dos bastidores ao sucesso da Pixar

Você já imaginou os bastidores de filmes como Procurando Nemo e Monstros S.A.? Propondo mostrar o processo de criação e como funciona a Pixar, Ed Catmull, presidente da Pixar e da Disney Animation Studios, escreveu o livro Criatividade S.A., ilustrado em um misto de guia empresarial e biografia. Ao longo da publicação é possível entender como suas histórias emocionais e evolventes conseguem cativar a todos, seja adulto ou criança.

A história é um exemplo de pioneirismo e conta o início e a evolução da animação 3D. Resultado de um sonho juvenil de Catmull: fazer o primeiro filme de animação computadorizada. Suas contribuições serviram para construir uma cultura única capaz de oportunizar aos outros a livre expressão de ideias e o trabalho colaborativo.

“Minha meta sempre havia sido criar na Pixar uma cultura que durasse mais do que seus fundadores – Steve, John Lasseter e eu”. – Ed Catmull

Através de uma linguagem agradável vamos descobrindo os erros e acertos de filmes como Toy Story, UP e Wall-e, que são verdadeiras lições empreendedoras. Além disso, o autor demonstra a importância do ambiente de criação, considerando o espaço como um facilitador para a colaboração e autoexpressão. Isto evidencia a busca pela construção de uma cultura sem medo, na qual as pessoas sintam-se capazes de colocar suas ideias sem receio das críticas.

Agende seu primeiro treinamento. Experimente a Eventials gratuitamente! – Clique Aqui

“Se você criar um a cultura sem medo (ou tão sem medo quanto permite a natureza humana), as pessoas irão hesitar muito menos em explorar novas áreas, identificando caminhos não mapeados e seguindo por eles.”– Ed Catmull

Outro diferencial retratado no livro é a dedicação e perfeccionismo de cada produção. Tudo é feito até estar bom, passando pelo chamado Banco de Cérebros. Acontecendo a cada dois ou três meses com a premissa de reunir pessoas apaixonadas e inteligentes, encarregadas de solucionar problemas e principalmente incentivar e garantir que sejam sinceras umas com as outras esquecendo cargos e hierarquias. Esse é um processo vital que todos os filmes da Pixar passam considerando o que funcionava e o que não: “[…] sua característica mais importante era a capacidade de analisar as pulsações  emocionais de um filme sem que qualquer dos seus membros ficasse emotivo ou caísse na defensiva”.

Além de  esclarecer a mecânica do estúdio, Criatividade S.A. traz lições aplicáveis que podem ajudar no dia a dia de qualquer empresa. Independentemente da sua área, a leitura é super recomendada. Brindando com os bastidores dessa grande empresa, trazendo curiosidade de todo processo e ainda como um extra algumas informações da vida de Steve Jobs, um dos membros fundadores do estúdio. Esse texto proporciona apenas uma leve ideia do que esperar, asseguramos que o tempo será bem investido.

Como engajar colaboradores em treinamentos corporativos

Prepare o seu webinar com Storytelling

A nossa jornada pelo Storytelling chega ao seu último capítulo. O objetivo dessa série foi apresentar e demonstrar as possibilidades da arte de contar histórias, trazendo dicas em prol de um webinar mais atrativo. A fim de reforçar tudo que foi apresentado traremos orientações básicas para facilitar a aplicação da jornada do herói. Com isso, independentemente do tema, você será capaz de transmitir conhecimentos, engajar sua audiência com naturalidade e facilitar a memorização dos seus materiais.

Caso tenha alguma dúvida confira os capítulos anteriores aqui:  12 e 3

Antes da começar sugerimos algumas abordagens possíveis:

  • Conte sua história mostrando a experiência pessoal enquanto transmite  o conteúdo. Ilustre com casos e situações e foque na veracidade.
  • Utilize exemplos de histórias ou fábulas passíveis de aproveitar uma lição ou algo equivalente.
  • Crie um personagem e o acompanhe na jornada. Por exemplo, uma estudante que gostaria de descobrir o que é storytelling enfrentando os desafios para tal.
  • Construa um diálogo entre os slides e a sua fala, humanizando a apresentação como um personagem com emoções atribuindo personalidade.

Ao usar a criatividade você encontra outras formas de envolver o público através da narrativa. Vejamos então como cada ponto da jornada pode ser utilizado, por exemplo, para montar uma apresentação de slides.

Experimente Grátis a Eventials com Todas as suas Funcionalidades Disponíveis – Clique Aqui

Mundo comum: 

Questione a audiência fazendo-a refletir sobre uma situação atual, uma provocação, algo não resolvido. Este é o momento para causar impacto e conquistar a atenção. Mostrar as coisas como realmente são.

Chamado à aventura:

Defina um problema, algo a ser resolvido. Uma nova abordagem ou perspectiva para uma situação atual.  

Recusa do chamado:

Antes de entrar no assunto mostre visões contrárias, motivos que poderiam ir contra as suas defesas. Assim no decorrer da narrativa poderá desconstruir essas barreiras.

Encontro com o mentor:

Autores, teorias e materiais que irão apoiar e dar o embasamento para sua apresentação. É importante ficar bem claro sua linha de pensamento, mostrar aqueles em quem você acredita.

Travessia do primeiro limiar:

Assunto propriamente dito, encerre a introdução e vá ao foco do problema. De maneira sucinta, mostre seu objeto de desejo.

Testes, aliados, inimigos: 

Traga exemplos, demonstre as variáveis do problema, como aplicar ou usar sua solução. Um bom momento para demonstrar o que os concorrentes estão fazendo.

Aproximação da caverna:

O que precede o momento chave, quando todos os esforços irão convergir. Crie a tensão ou expectativa para um revelação ou contribuição significativa para quem lhe acompanha.  Momento em que a teoria e prática devem convergir.

Provação: 

Este é o clímax, momento de ressaltar seu objeto de desejo, aquilo que você defendeu desde o princípio. Aqui os principais argumentos devem ficar bem claros, se necessário traga uma visão geral de tudo.

Recompensa:

Reforce o valor do que você apresentou para o expectador.  

Caminho de volta:

Abra espaço para questionamentos ou preveja e responda o tipo de pergunta possível.

Como gamificação e webinars podem ajudar no processo de aprendizagem?

Por que sua empresa deve ter uma conta no Instagram?

“Uma imagem vale mais que mil palavras” – essa frase é um clichê e você que está lendo esse texto já deve ter ouvido essa expressão pelo menos uma vez na vida. Alguns concordam, outros discordam, mas o Instagram está aí para provar que uma fotografia é sim capaz de valer mais de mil reais e milhares de marcações e bilhões de likes. 

No fim de 2014 a plataforma bateu a marca de 300 milhões de usuários no Brasil, sendo o segundo país com mais “instagramers” do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos. Em abril deste ano a rede social começou a veicular imagens patrocinadas nas timelines. Marcas como Coca-Cola, Visa, Vivo e Avon foram as primeiras a utilizar esse serviço e, segundo um artigo publicado no portal Meio e Mensagem, a partir do dia 1º de julho, qualquer anunciante poderá comprar mídia. 

Entende agora por que é tão importante estar presente no Instagram? Uma imagem nas redes sociais é capaz de despertar emoções com mais rapidez do que um texto, por exemplo. O usuário bate o olho nela e em questão de segundos identifica se aquela informação é relevante para ele. No Insta é possível divulgar produtos, fazer vídeos curtos e, também, mostrar o dia a dia da empresa. Tudo isso usando e abusando da criatividade. 

 Ok. Você gostou da ideia de se inserir na rede, percebeu que os motivos são fortes, mas não sabe como atuar nela? Confira algumas dicas: 

 – Seus seguidores postaram imagens usando seus produtos? Reposte essas fotos no perfil de sua empresa e os marque. A Starbucks faz isso muito bem!

– Mostre os bastidores de sua organização. Isso aproximará o cliente e ele se sentirá mais íntimo de sua empresa. Chegou a hora do café? Poste uma foto na rede social e convide seus clientes ou os instigue perguntando se estão com vontade de uma xícara!

– Tenha seus seguidores como referência e “imite” o comportamento deles na plataforma. Perceba os ângulos que eles mais usam, assim como os filtros e ambientes. Nada melhor do que publicar uma imagem que realmente tenha a ver com seu cliente.

– Faça vídeos curtos e divulgue os webinars de sua empresa. Essa é uma maneira muito simples e fácil de convidar o público a vê-los.

– Use hashtags que façam sentido. Postou a imagem de uma roupa? Você pode usar #moda #fashion #estilo #blusa e assim por diante. As hashtags têm muita influência dentro da rede, portanto, #CAPRICHE!

E então, preparado para fotografar? Coloque esse conhecimento em prática! Alavanque sua empresa no Instagram, conquiste mais seguidores e tenha ainda mais #sucesso!

Como memorizar informações com facilidade?

Seu chefe lhe chamou para uma reunião e disse que você foi escolhido para palestrar sobre a área em que atua. É uma apresentação importante e a pressão é enorme, já que está representando a empresa. São muitas as informações a serem abordadas e você sabe que sua mente é um tanto “traiçoeira”. A chance de ficar nervoso e esquecer o que deve falar é grande.

 A capacidade de memorizar informações é diferente para cada pessoa. Alguns – sorte a deles – conseguem lembrar o conteúdo com mais facilidade, mas e quem tem dificuldade? Como faz?

Ainda bem que existem formas para melhorar isso e memorizar textos com rapidez e facilidade. Confira as dicas:

Prepare-se:

É importante que você tire um tempo para se organizar. Escolha um lugar agradável, em que você se sinta calmo e confortável para que possa manter o foco e prestar a atenção necessária no conteúdo que deve ser abordado na apresentação.

 Gravação em áudio:

Grave em áudio o material que você precisa memorizar. Essa técnica pode lhe ajudar a reter as informações com mais facilidade. Leia o texto em voz alta e ouça depois.

 Anote!

Essa dica é simples e eficiente; provavelmente você já fez isso em dias de prova. Separe um caderno e escreva várias vezes o conteúdo, até que ele fique claro em sua mente. Organize suas anotações por assuntos e destaque-os em cores diferentes. Para memorizar ainda mais, faça essas anotações enquanto ouve as gravações.

 Repetir é importante:

Está lendo o texto para a palestra? Leia várias vezes a mesma linha, até que consiga fixar as palavras em sua cabeça. Confira se funcionou ao tentar se lembrar do que foi lido sem olhar para as folhas. Depois disso, escreva o que vem a sua memória sobre o assunto. Essa ação vai lhe ajudar a reforçar o que deve ser lembrado.

 Como um professor:

Quer saber se você realmente compreendeu o assunto e o memorizou? Tente ensiná-lo a outra pessoa. Chame os amigos ou familiares. Você também pode fazer isso na frente do espelho.

 Faça pausas!

Seu cérebro também merece um descanso. De nada adianta colocar as dicas em prática se você não fizer alguns intervalos para descansar. Com a mente calma você consegue assimilar os assuntos com mais clareza.

 Palavras-chave

No dia da apresentação anote os principais pontos de cada assunto a ser abordado. As palavras-chave servirão como um gatilho, levando-o a lembrar o que deve falar sobre aquele tópico.

 Já separe o bloquinho, o gravador e um tempo para treinar. Temos certeza de que com essas dicas você vai fazer uma boa apresentação e ganhará elogios do chefe. Quem sabe você não cria um canal na Eventials e começa a fazer webinars, hein?

Como deixar sua apresentação em vídeo mais atrativa

Seu público ainda acha que palestras presenciais são mais importantes e interessantes do que as feitas em vídeo? Saiba que tudo depende da forma como você apresenta o conteúdo diante da câmera. O portal Huntsinger & Jeffer listou os principais motivos pelos quais um webinar pode ser chato. Confira o que foi apontado e descubra o que não fazer na hora de criar o seu:

Nada novo

Se você não traz nenhuma informação diferenciada para seus clientes, é provável que eles considerem seu webinar chato. É importante inovar, levar ideias originais para serem discutidas entre você e os participantes.

Cuidado com as vendas

O artigo também destaca que é necessário ter consciência de sua organização. Os webinars são ótimas ferramentas de ensino, mas, quando você começa a “empurrar” produtos e serviços para seu público, sua credibilidade como uma fonte de informação pode desaparecer. E não é isso o que você quer, certo? Divulgue seus produtos sim, mas com bom senso.

Experimente Grátis a Eventials com Todas as suas Funcionalidades Disponíveis – Clique Aqui

Básico ≠ óbvio

Noções básicas não significam noções óbvias. Você pode sim fazer um tutorial básico, mas nem por isso deve deixar de fora informações interessantes sobre o que está ensinando. Incremente seu webinar com conteúdos que levem seus participantes a pesquisar mais sobre o assunto, a debater e questionar. Passe alguns macetes para quem está assistindo; atalhos no teclado para usar o Photoshop, por exemplo. Você pode passar as informações mais simples, mas com criatividade. 

Não leia slides!

Sua apresentação conta com o auxílio de slides? Cuide para não ler o conteúdo escrito neles. Isso aponta falta de profissionalismo e a falta de confiança em si. Explique os pontos, leve mais informações sobre eles para seu público.

E por falar em slides…

Cuide do layout dos slides que serão apresentados em seu webinar. Um bom fundo faz a diferença, assim como textos curtos, objetivos e sem erros gramaticais. Lembre que ele deve estar legível para que seus clientes possam acompanhar e até mesmo fazer o download.

Perguntas só no final?

Muitos têm medo de permitir que o público faça perguntas durante a palestra em vídeo, mas, é bom pensar o contrário. Se você permitir que os participantes questionem enquanto o conteúdo é apresentado, o webinar pode ser mais atrativo para os mesmos e servir mais como um debate do que uma palestra, gerando uma experiência diferenciada – e muitas vezes melhor – para quem acompanha.

Webinars são ótimas ferramentas de conteúdo e geram leads para sua empresa. Mas eles só vão engajar as pessoas se forem bem elaborados, informativos e divertidos. Antes de criar um, perceba se o conteúdo é bom e se realmente vai ajudar os participantes. Pergunte-se se é o tipo de palestra que você gostaria de assistir do início ao fim. Com isso em mente fica muito mais fácil acertar e criar uma boa apresentação.

 

Se você ficou interessado e quer criar webinars, saiba que na Eventials é muito fácil. Acesse nosso site e confira nossas facilidades: www.eventials.com

 Como engajar colaboradores em treinamentos corporativos

Descubra como ser mais confiante ao escrever

Precisa criar um texto para o blog ou para as redes sociais da empresa em que trabalha, mas não se sente seguro? Elaborar as principais ideias a serem abordadas em um texto nem sempre é fácil e exige muita concentração. Confira 5 dicas que vão lhe ajudar a manter o foco e que lhe trarão mais confiança na hora de redigir uma postagem.

1 – Treine diariamente


Treinar é essencial para dominar a escrita, logo, reserve um tempo do seu dia para escrever. Faça disso um hábito, treine suas habilidades linguísticas e assim você estará mais confiante quando o chefe pedir para que redija uma postagem para o blog da empresa ou que mande um e-mail mais formal.
2 – Reescreva seus textos
Escreveu uma matéria e acha que não ficou legal? Reescreva quantas vezes achar necessário. Só praticando você identificará seus erros e poderá corrigi-los, sejam eles gramaticais, de concordância ou digitação.
3 – Revise!
Antes de postar nas redes, tenha segurança de que seu texto está 100%. Revise com calma, leia o conteúdo duas vezes e, quando puder, em voz alta. Esse é um exercício para identificar as partes que não se encaixam no texto e se tem algum termo fora de contexto. Se mesmo assim você se sentir inseguro, envie o material para que um amigo possa revisar.
4 – Feedback
O post já foi publicado? Envie o link para seus amigos, colegas e familiares e peça para que eles digam o que acharam. É importante receber esse feedback, já que essas opiniões lhe ajudarão a melhorar seu texto e a repetir o que deu certo.
5 – Leia mais!
Para escrever bem é preciso ler. Portanto, reserve algumas horas do seu dia para essa atividade. Leia livros, revistas, notícias em portais da web, jornais e outros blogs. Ao entrar em contato com outros autores você treina e expande seu vocabulário. Essas dicas também valem na hora de você escrever o roteiro de seu webinar e para divulgá-lo nas redes sociais. Coloque-as em prática e escreva com confiança!

5 dicas para criar vídeos interessantes

Querendo fazer bons vídeos e se destacar na web? O Youtuber Thomas Ridgewell, também conhecido como TomSka, tem mais de 3,5 milhões de inscritos em seu canal e ganha milhares de libras por mês com anúncios. Confira algumas dicas dele para quem também quer investir nesse segmento.

Aprenda com os erros dos outros:

Para fazer bons vídeos segundo TomSka é necessário assistir a muitos outros na internet. Dessa forma você vai saber o que faz sucesso e o que não faz na rede e contar com essa experiência na hora de produzir os seus.

Um, dois, três: cortando!

De acordo com o britânico os bons vídeos são aqueles que vão direto ao ponto e não enrolam os internautas. Portanto, foque no que é de fato importante e corte o que não é necessário.

Bom áudio faz diferença!

Para o Youtuber não importa qual é a câmera que você vai usar para fazer seus vídeos desde que ela tenha consiga captar o áudio com muita qualidade. Se o som do seu webinar for ruim, consequentemente você perderá seu público.

Experimente Grátis a Eventials com Todas as suas Funcionalidades Disponíveis – Clique Aqui

Use conteúdo próprio:

TomSka aponta que vale muito mais criar seus próprios conteúdos do que pegar na web. Por exemplo: se você vai usar uma música como fundo de seu webinar é melhor usar a que foi composta por um amigo do que a de uma banda conhecida. É preciso tomar cuidado com conteúdos que possam violar os direitos autorais.

Construa amizades!

Uma dica fundamental é você ter “um monte de pessoas falando a seu respeito” na internet e que você precisa fazer amizades com outros que estão criando vídeos e se expressando na rede. Em entrevista para a BBC Brasil ele afirma que tem muitos amigos no YouTube e que construir novas relações é fundamental para chegar ao topo.

E então, gostou das dicas? Coloque-as em prática! Crie suas apresentações em vídeo com a Eventials e compartilhe seu conhecimento com mais pessoas! Acesse nosso site e faça um teste gratuito: www.eventials.com.

Por que investir em Fast Training para capacitar seu time online

Como parar de procrastinar?

Segundo o dicionário Michaelis a palavra procrastinar deriva do latim procrastinare – uma união do prefixo pro (encaminhar) e castinus (amanhã) – e significa deixar para depois, adiar. Agora, se você é daqueles que faz as tarefas em cima da hora, sabe na prática o que isso quer dizer. 

Alguns confundem preguiça com procrastinar, mas eles são dois conceitos bem diferentes. Preguiçosos evitam o trabalho, enquanto os procrastinadores têm muitas tarefas e deixam algumas delas – principalmente as mais difíceis – para a última hora; são viciados na sensação de ver o prazo estourando.

Em uma matéria realizada pela Revista Superinteressante, Piers Steel, psicólogo da Universidade de Calgary, no Canadá, e estudioso sobre o assunto, revela que os procrastinadores têm uma intenção maior de trabalhar, mas só no começo do processo.

Com a internet cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, fica difícil se concentrar em uma tarefa. As distrações são muitas; notificações das redes sociais, e-mails brotando na caixa de entrada e os grupos do WhatsApp que não deixam seu celular em paz. Tudo bem, a solução seria desligar o Wi-Fi ou a 3G. Mas e a curiosidade? Será que ela deixa?

Agende seu primeiro treinamento. Experimente a Eventials gratuitamente! – Clique Aqui

Até o Google tentou achar uma forma de resolver esse “problema” e testou um software capaz de acabar com a procrastinação. Usando os dados que colhe dos usuários que utilizam ferramentas como o Gmail e o Google Agenda para se organizar, a empresa adquiriu a startup Timeful para ajudar as pessoas a planejar melhor o tempo que têm. Inicialmente o aplicativo mediria os horários e compromissos estabelecidos pelos usuários e depois enviaria notificações sugerindo quais atividades podem ser priorizadas e como coordenar o restante delas.

Enquanto o Timeful ainda é testado, a opção que resta é se autopoliciar e tentar ao máximo não procrastinar. Determinar as prioridades para o dia, por exemplo, é fundamental. Lembrando que também é importante prestar mais atenção na qualidade dos afazeres do que na quantidade. Escolher o que é mais importante no momento, avaliar prazo e relevância e fazer pequenas pausas durante o expediente vão melhorar muito a sua produtividade.

Algumas pessoas deixam tarefas mais complicadas para depois porque têm medo de errar. Nesses casos é necessário saber dos próprios limites e habilidades e ser sincero quando perceber que não tem capacidade para realizar determinada tarefa.

As “coisas chatas” do dia a dia também são motivos para procrastinar e, para que isso não aconteça, inverter a ótica e pensar apenas no lado positivo delas, pode ajudar. Evite ao máximo interrupções. Está no meio de uma tarefa e não pode ajudar seu colega naquele momento? Explique que você está ocupado e que pode auxiliar mais tarde, depois que terminar o que está fazendo.

Seja menos ansioso! Atualmente não conseguimos esperar muito tempo para responder um amigo no inbox ou um e-mail. O assunto não é urgente? Então foque em seu trabalho!

Tudo bem, sabemos que o certo mesmo era que você lesse esse texto mais tarde, depois de terminar as tarefas chatas e difíceis que está adiando. Mas vai dizer, as dicas são boas e podem ajudar se você as colocar em prática neste exato momento e deixar de procrastinar. 😉

Como gamificação e webinars podem ajudar no processo de aprendizagem?