Por que você deve investir em treinamentos online?

Todo mundo sabe que gerenciar uma equipe não é um trabalho simples, principalmente em tempos de crise e corte de despesas. É preciso preparo para liderar um time e, ao mesmo tempo, otimizar recursos investidos e eliminar gastos desnecessários. Com isso em vista, muitas empresas passam a não investir no treinamento de seus funcionários – o que, claro, é um grande erro.

É possível, sim, conduzir a tríade pessoas, processos e resultados em harmonia e obter bons resultados mesmo em momentos difíceis. Treinamentos têm o poder de impactar positivamente uma empresa, diminuindo os índices de turnover – rotatividade de funcionários – e de absenteísmo – número de faltas.

Continue lendo

Please follow and like us:

Qual é a importância do vídeo na estratégia do negócio?

Atualmente é impossível imaginar um mundo com uma internet sem vídeos. “Entre textos e vídeos, 60% dos visitantes de uma página decidem assistir a um vídeo antes de ler uma palavra de um texto“.

Hoje não existe tendência mais latente do que o uso de vídeos para se comunicar com todos os pontos de contato (stakeholders) de uma empresas, por isso, consolidamos nesse artigo um resumo dos resultados de pesquisas realizadas por diversas empresas para mostrar que vídeos vieram para ficar.

Continue lendo

Please follow and like us:

Como engajar meu público após realizar um webinar?

Pensar no tema, criar o roteiro, testar os equipamentos e realizar o webinar. Pronto? Não.
Se você pensa que só isso é capaz de reter e engajar seu público, está enganado. Não basta apenas entregar informações relevantes para quem você deseja atingir, também é preciso pensar em estratégias para continuar o vínculo após a apresentação online, afinal os usuários precisam lembrar de sua marca para comprar os produtos/serviços que ela oferece.

Continue lendo

Please follow and like us:

Como realizar webinars com maestria

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” – Esta frase memorável e conhecida de Cora Coralina, poetisa e contista brasileira, ilustra bem o significado de ensinar e aprender.

Sem dúvidas quem ensina algo faz com amor, prazer e dedicação. O digital é uma ferramenta que vem ajudando muito no compartilhamento do conhecimento e na disseminação da educação em uma escala considerável.

Continue lendo

Please follow and like us:

Storytelling: como usar a jornada do herói para criar seu webinar

O storytelling é uma ferramenta importantíssima para construir uma apresentação e você já sabe disso. Também já descobriu que uma narrativa é capaz de captar a atenção do público com mais facilidade e que mais de 90% dos americanos preferem consumir informações corporativas por meio de postagens criativas e envolventes. Agora só falta descobrir como aplicar essa técnica em seus webinars, não é mesmo?
Continue lendo

Please follow and like us:

Saiba o que é e como calcular o ROI no Marketing Digital

Em tempos de crise, prezar por eficiência é fundamental. Em 2015, por exemplo, os desafios do cenário econômico atual contribuíram para gerar um aumento de 15% nos investimentos em marketing digital. Um dos principais fatores para que isso ocorra é, sem dúvidas, o fato de que as plataformas digitais permitem o rastreamento das ações de divulgação realizadas e, consequentemente, um acompanhamento mais aprofundado sobre seus resultados. O ROI, do inglês, Return on Investiment é uma forma de calcular a relação entre lucros e custos de publicidade.

Continue lendo

Please follow and like us:

Descubra como se preparar para criar um webinar de sucesso

Criar um webinar pode até ser fácil. Agora, criar um webinar de sucesso é diferente. Requer dedicação, atenção aos mínimos detalhes e um bom preparo. Por isso, usar um checklist para identificar o que deve ser feito – antes, durante e depois do webinar – é ideal para quem deseja evitar imprevistos e garantir que tudo sairá conforme o esperado.

Continue lendo

Please follow and like us:

4 webinars grátis para quem deseja começar o ano sem dívidas

Quer começar 2016 com o pé direito, poucas contas e dinheiro sobrando? Planeja trocar de carro, comprar uma casa na praia, um apartamento ou fazer aquela viagem tão sonhada para fora do país? Selecionamos 4 webinars infalíveis para lhe ajudar a ter uma vida financeira mais organizada. Confira:

Educação Financeira Infantil – Por Um Investimentos

As crianças também podem aprender a cuidar das finanças e no webinar organizado pela Um Investimentos você descobre como ensiná-las. Na palestra online a pedagoga econômica Bernadette Vilhena, fundadora do ValorMaior, aborda questões emocionais ligadas a educação financeira infantil, adulta e seus desdobramentos. Clique e assista grátis.

Finanças Femininas – Por Caixa Seguradora

Quando o assunto é a sua conta bancária, o vermelho nunca está na moda. A Caixa Seguradora sabe disso e organizou um webinar com Samy Dana e Carolina Ruhman Sandler, especialistas em Finanças Femininas, para dar dicas de como cuidar de suas finanças e investir em projetos. Clique e assista grátis.

Como ter uma vida financeira saudável – Por Academia do Palestrante

O economista Gerson Caner explica como é possível administrar sua renda, lidar com a crise e sair do vermelho. O webinar é organizado pela Academia do Palestrante e traz dicas preciosas. Clique e assista grátis.

Finanças para Casais – Por Roberta Omeltech

Dizem que casais inteligentes enriquecem juntos e, se você e seu parceiro estão querendo economizar, precisam assistir ao webinar de Roberta Omeltech. A coach e consultora financeira dá dicas para que vocês possam conhecer seus hábitos de consumo, planejar o futuro e prosperar juntos. Clique e assista grátis.

Com essas palestras ficou muito mais fácil focar no que é preciso, juntar aquele dinheirinho para realizar seus sonhos e, ao mesmo tempo, comprar aquilo que é necessário para sua vida nesse momento.

Agora, você sabia que fazendo seu próprio webinar é possível compartilhar conhecimento com muitas pessoas e lucrar com isso? Essa é uma forma de conseguir uma renda extra e se dar bem em 2016. 😉

Please follow and like us:

Como impressionar alguém que você acabou de conhecer?

Sim, a primeira impressão é a que fica e estamos cansados de saber disso. Mas convenhamos, todo mundo fica nervoso e não sabe o que fazer quando conhece alguém pela primeira vez. E isso acontece quando enfrentamos uma entrevista de emprego, ao conhecermos novos clientes e, obviamente, quando encontramos alguém especial, que pode ser A PESSOA, em uma fila de banco, às 3h da tarde. Emudecemos. Suamos frio.

Droga! O que fazer? O que vou falar?

E se eu dissesse que existem alguns truques para impressionar alguém logo de cara? A Revista Galileu coletou algumas dicas para você se dar bem ao conhecer pessoas. Confira algumas delas:

Saia da defensiva!

Quando conhecemos alguém pela primeira vez nosso instinto acaba falando mais alto e ficamos na defensiva ou tomamos uma atitude. Nesses primeiros minutos fazemos algumas avaliações insconscientes da outra pessoa e elas variam conforme nos sentimos com a presença dela, se estamos seguros ou não. É importante estar consciente dos sinais que você está passando nesse primeiro momento. Não seja assustador ou assustado.

De olho na linguagem corporal:

O corpo também fala e é importante que você perceba os sinais que o outro está passando e respeite os limites dele. Se a pessoa se inclinar, incline-se também; mas lembre-se de que o espaço corporal varia de acordo com cada um.

Transmita positividade:

Já que você sabe que a primeira impressão é a que vai valer, transmita coisas boas para quem você conheceu. Sorria, mantenha contato visual e, ao contar algum fato sobre você, mostre bons sentimentos. Está nervoso? Projete calma! Assim você relaxa, seu coração desacelera e a outra pessoa percebe, confiando mais em você.

Seja curioso!

Mas tenha bom senso. Estabeleça uma conversa com a pessoa e faça perguntas, continuando a conversa. Nós, seres humanos gostamos de nos sentir importantes e em uma entrevista de emprego ou ao conhecer clientes, por exemplo, é muito melhor ter uma boa conversa.

Cartão de visitas:

O que você tem a oferecer para a pessoa que conheceu? Qual é o seu cartão de visitas? É importante já ter um “texto ensaiado” sobre tópicos importantes de sua vida. Locais em que já trabalhou, coisas que já fez, seus sonhos, viagens… E, claro, sobre o que você faz atualmente. Para ajudar nessa construção, você pode pensar da seguinte forma: o que faz de mim uma pessoa legal? Por que eu gostaria de me contratar/conhecer/ser meu amigo?

Faça valer a pena!

Cada contato seu é único e pode lhe acrescentar como pessoa. Trate quem você conheceu agora como uma pessoa que você conhece há muito tempo. Mesmo que o encontro não vire um namoro, a parceria não seja fechada ou você não seja contratado, não há como prever o futuro. Vai que você encontra essa pessoa e ela lhe ajude de alguma forma futuramente? Cuide de suas conexões sempre! =)

Please follow and like us:

Toda história é uma jornada

Chegamos ao nosso terceiro capítulo. Até aqui já vimos o que é storytelling e os elementos que uma narrativa possui. Agora vamos analisar o que é a jornada do herói.

 

Na essência é como se fosse uma história que altera sua aparência, mas mantém seus acontecimentos iguais. Procure nos filmes e livros os padrões que se repetem. Até entre um romance ou um filme de ação, você consegue observar muitas similaridades.

 

Entenda que mesmo em um conto desenvolvido sem o conhecimento da estrutura, ela surge. Está intrínseca no pensamento coletivo. Parece confuso, mas ficará bem evidente à medida que você compara a jornada do herói com as histórias que você conhece.

 

Foi Joseph Campbel em seu livro “O herói de mil faces”, que analisou e constatou como as narrativas épicas e míticas nas variadas culturas eram repetições e apresentavam o mesmo modelo e sequência de acontecimentos. Posterior a ele, Christopher Vogler, roteirista de Hollywood, no seu livro “A jornada do escritor” refinou a estrutura e popularizou o percurso tornando-se um manual para a produção de filmes:

 

“Em qualquer boa história, o herói cresce e se transforma, fazendo uma jornada de um modo de ser para outro: do desespero à esperança, da fraqueza à força, da tolice à sabedoria, do amor ao ódio, e vice-versa. Essas jornadas emocionais é que agarram uma platéia e fazem com que valha a pena acompanhar uma história.” Christopher Vogler

 

Então vamos à jornada

 

A maior parte das narrativas apresenta uma divisão similar de três atos. Segundo Vogler podemos entender essa divisão como: O herói decide agir, a ação propriamente dita e as consequências da ação. Assim tempos as seguintes partes de uma história, que pode ocorrer nesta ordem ou não:

 

Mundo comum: Apresentação do universo do personagem. Antes da mudança que está por vir, assim o contraste no personagem ficará evidente.

Chamado a aventura 

Momento em que os problemas, desafios e aventuras são apresentados. Algo que balança sua zona de conforto.

 

Recusa do chamado 

O medo e hesitação de seguir frente ao chamado. Ele precisa encontrar a força para continuar e, muitas vezes, algo externo acaba pressionando a aceitação.

 

Encontro com o mentor

Aquele que fará a preparação e deixará o herói pronto para o que é desconhecido; seguindo na história com ele até determinado ponto. A partir dali o protagonista precisa ficar sozinho para mostrar o que aprendeu.

 

Travessia do primeiro limiar

A passagem para a segunda parte da história onde o herói está preparado, já lidou com seus medos e está pronto para agir. A busca pelo objeto de desejo efetivamente começa.

 

Testes, aliados, inimigos

Como o próprio nome sugere, é o momento em que podemos acompanhar a superação de testes e desafios; o encontro com aliados e inimigos que ajudarão no caminho. O protagonista começa a entender como esse mundo novo funciona.

 

Aproximação da caverna oculta

O perigo iminente, o alcance do local ou fronteira pra onde se estava indo. Todas as etapas que envolvem ficar de frente para a “morte”.

 

Provação

O confronto que deixa a plateia na expectativa. Personagens e a força hostil entram em conflito. Encare que isso pode se adequar a qualquer gênero. Em comédias românticas, por exemplo, pode ser o término temporário da relação do conflito que chegou ao ápice e afastou o casal. Ou seja, o momento em que uma grande resolução é necessária.

 

Recompensa

Superada a provação ele conquista o que foi buscar. É a celebração de um grande feito.

 

Caminho de Volta

É a perseguição do herói por causa do que ele fez, quando tudo já parecia estar ganho e resolvido. O momento de retorno para o mundo comum e as forças que dificultam.

 

Ressurreição

O último grande conflito, aquele que parecia já ter sido superado. As forças antagonistas fazendo o possível para garantir seus anseios em um último e normalmente desesperado esforço.

 

Retorno com o Elixir

A volta para o mundo comum, o momento feliz. Aqui virá o tesouro ou lição conquistada. Pode se manifestar de inúmeras formas, inclusive em ressaltar o amadurecimento do personagem.

 

Certo, mas por que preciso saber disso para fazer um webinar?

 Agora você conhece uma estrutura de história funcional, que pode lhe ajudar a construir suas apresentações. O assunto é vasto. Com um pouco de pesquisa e criatividade é possível desenvolver desde um storytelling eficiente até guiar as expectativas do público em apresentações com conteúdos progressivos. Consegue visualizar isso?

 

Aguarde o próximo capítulo para um exemplo prático da utilização de tudo o que foi visto. Até lá olhe as histórias que você conhece e tente encaixar a jornada do herói.

 

Bom caminho de volta!

Please follow and like us: